Connect with us

ARTIGOS

Qual a sua força interior para a vida?

Published

on

serenidade

TV MUNDO MAIOR | Ricardo Guelfi de Souza

Quais são os meus talento? Quais são as minhas força interior?

Não há uma resposta padrão para esta pergunta, pois a individualidade de cada um torna-se a própria força interior.

Cada espírito, ao longo de suas encarnações se “especializa” em um talento, um dom, um presente de Deus. O maior de todos os dons é sem dúvida o amor, mas é a diferença de cada espírito que pode proporcionar uma mundo completo e propício a sua evolução.

Para nos elevarmos é preciso nos reconhecermos e reconectaremos com o nosso íntimo, nossas forças. As particularidades proporcionam nosso crescimento a partir das vicissitudes nas encarnações, além de contribuir para a superação das dificuldades, dos medos e da insegurança.

A Força interior é a essência que há dentro de nós. Como um super herói temos poderes e podemos contribuir para salvar o mundo, salvar as pessoas.

Somos espíritos em constante construção, tal o motivo de estarmos encarnados na Terra, aprendendo gradualmente e elevando nossa moral.

A reforma íntima é a organização interior de cada indivíduo. Devemos unir de maneira equilibrada as emoções e as razões. Estabelecer barreiras saudáveis nos relacionamentos sociais e, primordialmente, nos conhecermos.

Somos a oportunidade de salvação do planeta Terra, somos os Heróis das histórias como nos quadrinho que cada criança cresceu lendo e assistindo.

É possível entender que os sonhos alimentam a esperança. Conforme o entendimento interior e a centralização das forças é possível lutar pela concretização dos sonhos e pela propagação das Leis do amor.

O processo de transição para o plano de regeneração se iniciou e, como um quebra cabeças, somos parte a evolução deste planeta. Nossas forças são capazes de mudar nossos caminhos, de fortalecer o espírito e romper as imperfeições que possam restar dentro de nosso interior.

Diga todos os dias Eu sou capaz, Eu sou forte e as vitórias serão consequências mínimas perante a percepção do seu próprio Eu.

Continue Reading
Advertisement  
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement

Facebook

Twitter

Advertisement

Mais acessadas