Connect with us

ARTIGOS

Punição por mau uso da mediunidade, segundo o Espiritismo

Published

on

mediunidade allan kardec

A mediunidade nos é dada gratuitamente, logo qualquer ligação dela com o ego e bens materiais, terá consequências. O mau uso reflete diretamente em nossa vida. Pois estaremos utilizando uma ferramenta poderosa para questões que precisam ser cultivas. Em outras palavras, seguir o fluxo natural da vida, do aprendizado do dia a dia.

Punição por mau uso da mediunidade, de acordo com o Espiritismo

No livro O que é o Espiritismo, Allan Kardec afirma que quem ‘abusa e emprega a mediunidade em coisas fúteis ou para satisfazer interesses materiais, desvia-a do seu fim providencial e, tarde ou cedo, será punido, como todo homem que faça maus uso de uma faculdade qualquer’.

Em outras palavras, o uso do que é de graça para o bem pessoal terá consequências. E ruins, pois estamos utilizando uma ferramenta espiritual para questões materiais. Sem contar que com esse comportamento, deixamos de olhar a Terra como uma escola coletiva, a maior de todas delas.

Oportunidade perdida

Cada oportunidade perdida é uma espécie de um lugar atrás na fila da evolução. Pois cada vez que tentamos cortar caminho, tirar proveito de algo que não tem antes o nosso plantio, sofremos. Afinal, não é algo genuíno. Logo nos frustramos e vamos ter que começar do zero.

A fluidez da vida leva em conta a serenidade das nossas conquistas. Assim, com o cultivo de amor, uma mulher grávida terá seu filho no braço em 9 meses. Tentar agilizar esse processo vai trazer graves consequências.

O que estamos realmente fazendo por nós e para o mundo

Diariamente precisamos alimentar nossos sonhos. Em outras palavras, cultivar tudo que plantamos e desejamos florescer. Mas inúmeras vezes reclamamos por não colher o que sequer plantamos. Sim, falta ação, levantar da cadeira, produzir o suor do dia a dia.

Em conclusão, precisamos ser honestos primeiros com nós mesmos. Ou seja, o que desejamos colher já foi plantado? Só assim, cultivando com amor, somos capazes de irradiar nossas conquistas. Logo, nosso ser se ilumina e essa energia é capaz de produzir conhecimento e cura para a humanidade.

Continuar Leitura
Advertisement

Facebook

Mais acessadas