paulo gustavo psicografia

Paulo Gustavo na UTI: sobre uma possível psicografia de antepassado

Recebemos inúmeras mensagens nas últimas horas pedindo um comentário sobre possível psicografia de antepassado de Paulo Gustavo, ator que está internado em UTI de hospital do Rio de Janeiro, para tratamento contra o Coronavírus. Sim, esse tipo de comunicação é perfeitamente possível, mas algumas questões precisam ser levadas em conta. De acordo com o Espiritismo, precisamos respeitar a crença de cada um e saber respeitar o espaço necessário para a família do ator.

Paulo Gustavo: possível psicografia

Segundo o jornalista Leo Dias, um suposto médium, que não teve o nome revelado, entregou a mensagem para a família de Paulo Gustavo. A autoria dessa mensagem seria de um antepassado e supostamente possui informações que apenas familiares saberiam, o que seria uma forma de confirmar a autenticidade.

Mas não nos cabe avaliar, e muito menos desmerecer o trabalho de ajuda ao próximo de quem quer que seja. Ou seja, nos cabe alertar para que a mediunidade não se torne um espetáculo. Mas que tenha o seu papel consolador.

Se houve a comunicação, a mensagem deve ser reservada para a família de Paulo Gustavo

Se realmente se trata de uma comunicação verdadeira e consoladora, que ela cumpra seu papel em confortar o coração da família do ator. Ou seja, que não seja objeto de debates e curiosidade pública. Mas que estimule a confiança interior de pessoas próximas ante o momento que passam.

Que a imprensa e fãs saibam respeitar esse momento íntimo da família. Somente quem passa por uma situação como essa, de um familiar isolado em um leito de UTI, sabe a dor da espera, misturada com a esperança e a necessidade de força e coragem a cada dia.

Exercício da fé em um momento tão difícil

A exemplo de outros milhares de brasileiros que estão em hospitais em todas as regiões do país se tratando contra a doença, o convite da Espiritualidade é para o exercício da fé. Em outras palavras, uma entrega integral do ser.

Não só de aceitação para esse momento, mas de reflexão profunda sobre os próximos passos. Assim, a transformação de maneira coletiva passa a acontecer. Em conclusão, a pandemia se transforma em componente essencial para a transformação planetária. Em outras palavras, o momento é esse.