Connect with us

ARTIGOS

3 motivos para não lembrarmos de nossas vidas passadas

Published

on

vidas passadas

O Espiritismo frequentemente é questionado sobre vidas passadas. Afinal, se somos imortais e esse é mais uma das centenas de vezes que já viemos à Terra, por que não lembramos das existências anteriores? Em seguida, confira alguns motivos para a nossa reflexão sobre esse tema que sempre vem à tona quando passamos por momentos de provas e expiações.

3 motivos para não lembrarmos de vidas passadas

O motivo mais forte para não lembrarmos de vidas passadas, nos revela a literatura de Allan Kardec, é o peso emocional. Em outras palavras, nosso corpo e mente não suportariam uma carga tão grande de acontecimentos. Ou seja, não conseguiríamos viver bem essa existência com inúmeras questões — medo, culpa, remorso.

Outro ponto muito importante: renascemos ao lado de pessoas que precisamos perdoar por ‘dívidas’, questões ainda mal resolvidas. Ou seja, se tivermos consciência o que tal pessoa fez por nós no passado, conseguiríamos conviver com ela? Muitos deles são nossos familiares.

Em seguida surge outra reflexão: poderíamos não conseguir administrar orgulho e até prepotência por cargos e funções que ocupamos e desempenhamos no passado. Assim, buscar pela humildade se tornar tarefa ainda mais difícil.

Uma nova vida em cada novo dia

Uma nova vida sempre será uma nova vida e sim precisa ser aceita para o melhor resultado dessa missão aqui na terra, mas questionar é sadio e faz parte do conhecimento que o Espiritismo deseja. Ou seja, fé pró-ativa, em busca do autoconhecimento do ser.

O peso emocional de uma só uma vida

Em conclusão, o peso emocional unicamente desta vida, diante de questões tão conflitantes que nem sempre tem relação com o passado, já nos exige uma dedicação por inteiro. Portanto, um peso ainda maior, com questões do passado, colocara fim no objetivo real da nossa atual presença aqui na Terra.

Continuar Leitura
Advertisement

Facebook

Mais acessadas