Connect with us

ARTIGOS

Relações amorosas de espíritos que se encontraram no mundo espiritual

Published

on

mundo espiritual

É comum imaginarmos o reencontro de quem tanto se amou aqui na Terra no plano espiritual. Mas seria possível uma relação amorosa de espíritos que se encontraram apenas no mundo espiritual? Qual a visão espírita sobre essa questão, que nos faz refletir sobre estarmos no aqui e agora e aproveitar a oportunidade que estamos tendo.

É possível existir relação amorosa de espíritos que se encontraram no mundo espiritual?

Sim, unidos por questão de afinidade.

É possível reencarnarem e viverem esse amor na Terra. ‘O que não podemos é romantizar isso tudo. Essa história das almas gêmeas, da metade da laranja, de que um não será feliz sem o outro. Mas ninguém é de ninguém. Essa é uma grande realidade’.

‘Evidente que durante a fase de planejamento espiritual, leva-se em conta o que será prudente, o que será necessário, para as almas candidatas ao reencarne. Se durante esse planejamento, entender-se que é importante que essas duas almas estiverem juntas, isso acontecerá’.

‘Entretanto, quando estreamos na carne há o processo de esquecimento e, durante esse processo, que vai da concepção à chamada primeira infância, é possível que os acontecimentos da vida faça com quem essas pessoas se afastem. Assim como é perfeitamente possível que o universo conspire para que em algum momento haja essa reaproximação. Então é possível, mas não há garantias’.

O espírito pode sentir frio e calor?

‘São sensações provocadas pelo inconsciente. Não são reais. Porque não é um frio, por exemplo, provocado pela ambiente. Mas a personalidade dele vivencia isso como real. Então, o espírito que vai para o mundo espiritual ele tem duas sensações que são próprias do espírito: o sofrimento moral e felicidade’, observa Paulo Henrique de Figueiredo, da TV Mundo Maior.

‘O sofrimento moral é em virtude da imperfeição e a felicidade em virtude do dever, do cumprimento do dever. Então isso é um estado do espírito’.

As imperfeições e os vícios após a morte do corpo

‘Se o espírito carrega com ele vícios e imperfeições que ele mesmo criou por suas escolhas… Ele é inteligente, mas usou a inteligência para abusar das emoções. Quando ele morre, ele está com sofrimento moral. É uma sensação do espírito’, observa Paulo Henrique de Figueiredo, da TV Mundo Maior.

‘Mas, sem estar inconsciente desse mecanismo, ele interpreta o sofrimento moral que ele tem como um sofrimento físico. Ou seja, relembrando o que ele viveu em vida’.

De acordo com o Espiritismo, o mundo espiritual possui muitas semelhanças com a nossa vida aqui na Terra. Tanto nas relações humanas, quanto na tecnologia das cidades. Nossa ida ao plano espiritual todas as noites, enquanto nosso corpo físico dorme, nós permite encontrar entes queridos. Bem como adquirir conhecimento para praticar a nossa missão aqui na Terra.

Continuar Leitura
Advertisement  
Advertisement

Facebook

Advertisement

Mais acessadas