Connect with us

ARTIGOS

Pensamentos negativos atraem coisas ruins?

Published

on

Pensamentos negativos atraem coisas ruins?

DANIEL POLCARO, do Quer um conselho?

André Luiz, por meio da mediunidade de Chico Xavier, possui uma brilhante frase sobre o tema: ‘nossos pensamentos são paredes que nos enclausuramos ou asas com que progredimos na ascese. Como pensas, viverás’.

O esforço diário para combater determinados tipos de pensamentos nos demanda uma carga energética incrível e por mais que negamos tal pensamento, mais ele ficará forte em nosso ser.

Como resolver isso então? Deixar passar, enviar para luz através de nossas preces, compreender que tal questão precisa ser trabalhada em nós, mas que o peso delas não pode nos martirizar.

Existem decisões que podem ser tomadas imediatamente para buscar a solução, e existe o tempo de espera para a cura de qualquer questão – fazer o que nos cabe precisa ser trabalhado como o suficiente para nos trazer o mínimo de serenidade.

Os problemas dizem mais da gente do que a questão em si 

A maneira que lidamos com o problema é determinante para a dimensão que o problema ocupa em nossa vida, nos prejudicando principalmente no lado emocional, que acaba afetando todas as áreas.

Injustiças e absurdos, analisando tão somente essa existência carnal, vão ocorrer centenas de vezes – ou até milhares – durante o punhado de décadas que aqui estamos passando.

E todas essas questões fazem parte do nosso resgate kármico, provas e expiações, que de alguma maneira estão lapidando o nosso espírito assim como pedimos antes de reencarnar.

Alimentar pensamentos negativos baixa a nossa vibração

Mude sua frequência, renovando os pensamentos, focando no aprendizado e nos passos firmes rumo aos sonhos. As tempestades no caminho deixam nossas raízes mais fortes.

Foque no sol, não nas nuvens. Alimentar pensamentos negativos, o que se torna até mesmo um vício da alma, baixa de maneira considerável nossa vibração, atraindo irmãos desencarnados e encarnados nessa faixa de energia.

Continuar Leitura
Advertisement  
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement

Facebook

Advertisement

Mais acessadas