Connect with us

ARTIGOS

Paulo Gustavo e a nossa mensagem espiritual de luz às vítimas da Covid

Published

on

paulo gustavo

Com mais de 400 mil vítimas fatais em decorrência do Coronavírus, o Brasil vive comoção com o desencarne do ator e humorista Paulo Gustavo, aos 42 anos, nesta terça-feira, 4 de maio de 2021. Em consequência, inúmeras dúvidas interiores ocorrem, com questionamentos a religiões e doutrinas, a exemplo do Espiritismo, sobre a vida e a ‘morte’ e a razão por todos nós estarmos passando por essa provação.

Paulo Gustavo, comoção nacional e uma mensagem espiritual a todas vítimas da Covid

Cada um tem uma missão específica aqui na Terra. Em outras palavras, mesmo que a pandemia seja uma situação mundial, cada um terá sua vida impactada de uma maneira. Ou seja, milhares vão perder quem se ama, outros vão sofrer os impactos financeiros. Em seguida, e infelizmente já está acontecendo, existe quem tenta viver o ‘novo normal’ lidando com as consequências emocionais e mentais.

Mas todas essas alterações provocadas no curso de nossas vidas possuem relação com a nossa missão aqui na Terra, a maior de todas as escolas. Quem partiu, já cumpriu essa missão, mas nós ainda não. Em outras palavras, precisamos ainda nos empenhar não só para aprender, mas dar a nossa contribuição para a evolução do próximo.

O luto precisa ser vivido

Não é hora de negar o choro, o sentimento de tristeza. Ou seja, precisamos vivenciar o luto de uma perda física inegável, que certamente fará falta. Mas também precisamos nos reservar em nossa fé, buscando colocá-la em prática no momento que mais precisamos dela.

Em seguida, de uma maneira até natural da nossa mente, começamos a buscar encontrar respostas. Mas nem sempre elas vão aparecer. Pois o que chamamos de ‘Justiça Divina‘ não pode ser analisada apenas nesta vida: possui ligações com existências passadas que por ora não temos acesso.

Não compare a sua dor

Você, familiar de alguém que partiu vítima da Covid, não compare a sua dor. Pois ela é única e precisa ser reconhecida e abraçada pelo seu ser. Busque resgatar a sua essência, vivenciando os instantes, com o exercício da fé que nos une ao Criador.

Em conclusão, estamos na Terra, mas também fazemos parte do céu. E essa conexão precisa ser fortalecida para nos reconhecermos como imateriais, com sentimentos de amor sem tempo e espaço, e que um dia será capaz de preencher todos os vazios.

Continuar Leitura
Advertisement

Facebook

Mais acessadas