Connect with us

ARTIGOS

Os passos para a verdadeira felicidade

Published

on

felicidade

CORREIO ESPÍRITA | André Afonso Monteiro

“Este edificará uma casa ao meu nome, e confirmarei o trono do seu reino para sempre. Eu lhe serei por pai, e ele me será por filho; e, se vier a transgredir, castigá-lo-ei com vara de homens, e com açoites de filhos de homens”. (2 Samuel 7:13 e 14)

O texto do Antigo Testamento, acima reproduzido, faz parte da profecia de Natã incorporada em o capítulo 7º do livro segundo de Samuel. Neste texto o Rei Davi declara ao profeta Natã a vontade de edificar um Templo para que fosse depositada a arca da aliança (local onde as tábuas com os dez mandamentos eram guardadas) que até então “repousava” em uma tenda, seguindo as tradições do povo Hebreu.

O profeta o encoraja a tal empreendimento, uma vez que segundo Natã, o Senhor estava com ele, Davi. Entretanto, naquela mesma noite Natã recebeu uma orientação do mundo espiritual para advertir Davi de seu intento. Esta revelação alertava para que Davi não erguesse Templo de pedra para Deus, pois Este enviaria seu filho para construir uma casa e edificar seu reino para sempre.

Davi interpretou esta revelação de forma literal, ou seja, sua percepção não foi capaz de vislumbrar o reino de paz e felicidade que seria transformado pela vontade de Deus. Entendeu apenas como um reino material edificado por pedras. Assim, interpretando a revelação, delegou a construção do reino ao seu filho Salomão, que constrói o Templo de Jerusalém, destruído pela primeira vez em 583 a.C. e definitivamente pelo Comandante Romano Tito no ano de 70 d.C.

A realeza de Jesus

Narra o Espírito Amélia Rodrigues que ao adentrarem em Jerusalém os apóstolos se maravilharam com a suntuosidade das construções, em especial ao Templo de Salomão. Esclarece a escritora espiritual que o Doce Rabi da Galileia não se fascinara, muito pelo contrário, Ele deslumbrava aos outros: “Superior à sua época e a todas as eras, vestira-se com a singeleza da humildade, a fim de erguer os homens ao cintilar das estrelas”. Entretanto, continua a autora, “Ninguém passa pelo mundo físico sem experimentar os ferretes da condição da inferioridade do planeta, assim como daqueles que o habitam”.

felicidade

A vinda do Messias, do salvador prometido, foi predita em quase todos os livros sagrados dos profetas em o Antigo Testamento. Eles não O compreenderam. Também em boa parte das previsões, alertavam sobre o fim trágico que Salvador teria. Nesta própria previsão explicitada acima em 2 Samuel, encontramos o destino de açoites e castigos. Entretanto, cabe aqui uma interpretação em particular, pois a transgressão explicitada na predição nunca seria causada por Jesus e sim pelos homens da sua época.

A ignorância, a falta de esclarecimento, a cegueira espiritual do povo a época, levou o Nazareno à crucificação. Entre outros fatos Jesus previu a destruição do Templo, a negação de Pedro, a traição de Judas e o seu próprio fim trágico. Porém, nos afiançou que herdaríamos o Seu reino, de paz, amor e felicidade eterna.

As predições em nossas vidas

Os benfeitores espirituais esclarecem a Allan Kardec em O Livro dos Espíritos, na questão 258, que muitas vezes o próprio espírito, no intervalo entre uma reencarnação e outra, escolhe o gênero de provas e expiações (programação reencarnatória) pelas quais deseja suportar. Assim, tem o próprio espírito reencarnado a sensação de que passará por determinada experiência de vida.

Pode ser em relação a pessoa com quem casará, se terá filhos, a profissão que desenvolverá, a religião, e outras situações normais do dia a dia. Pela sua própria vontade e livre arbítrio vai em busca do futuro almejado, guiado por uma atração que o fascina positivamente. Em especial narro fato verídico ocorrido com confrade amigo.

Contou-me certa feita o companheiro de ideal espírita, que sua mãezinha sempre lhe confidenciou o “desejo” de desencarnar em casa e dormindo. Ressalte-se que a mesma não era espírita. Já em avançada idade, e tendo passado por grave enfermidade que lhe reduziu as últimas reservas de fluido vital, fora a mesma internada em nosocômio público com o fim de restabelecer a saúde debilitada.

felicidade

Passou alguns dias no leito, e ao sinal da primeira melhora, recebeu alta médica para concluir o período de convalescença em casa. O amigo sentiu um aperto no coração. Pensou em recorrer da decisão médica, porém se lembrou das confidencias de sua mãezinha querida. No íntimo de seu coração sabia que chegara a hora do retorno a pátria espiritual da mãe amada. Procurou apaziguar o coração e sentiu um sopro de felicidade no espírito mesmo diante da adversidade.

Estava resignado. No dia fatal, fora chamado para compromissos de ordem frívola, os quais se absteve por pressentir o desfecho inevitável. Adormeceu naquela noite e, ao se levantar na manhã seguinte para seus trabalhos mediúnicos na Casa Espírita a qual estava matriculado, seguindo o ritual de verificar a mãezinha e pedir sua bênção, não mais a encontrou com vida. Havia desencarnado naquela madrugada, em casa e dormindo, como era seu desejo, ou melhor dizendo como havia escolhido antes de reencarnar.

Evidentemente que muitos, também pelo seu livre-arbítrio, podem tomar outro caminho, outra escolha e mudar sua programação reencarnatória, desde que esta mudança lhe traga benefícios morais e aprendizados, mesmo que muitas vezes de forma dura e sofrida. Amigo leitor, a nós cabe relembrarmos a certeza de felicidade eterna prometida pelo Mestre Jesus, entender que para atingirmos este reino de felicidade o caminho será dado invariavelmente segundo nossas obras.

Notas bibliográficas

– KARDEC, Allan, 1804-1869. O Livro dos Espíritos / Allan Kardec; tradução de Albertina Escudeiro Sêco. – 5. ed. – Rio de Janeiro: CELD, 201.

Acessado em https://pt.wikipedia.org/wiki/Destruição_de_Jerusalém em 19/09/2016.

FRANCO, Divaldo Pereira. … Até o fim dos Tempos. Cap. 18. 4 ed. / Pelo Espírito Amélia Rodrigues [psicografado por] Divaldo Pereira Franco. Salvador: LEAL, 2015.

Continue Reading
Advertisement  
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement

Facebook

Advertisement

Mais acessadas