Connect with us

ARTIGOS

O espírito pode sofrer pelos vícios que teve na Terra?

Published

on

espírito

O espírito continua após a morte do corpo físico a ter necessidade de alimentar os vícios? Com que frequência quem já morreu pode vir nos visitar? Como é a vida espiritual? Ela tem semelhança ao dia a dia das nossas cidades, das nossas comunidades? O que significa para o Espiritismo sonhar com quem já morreu? Confira, em seguida, as respostas.

As imperfeições e os vícios do espírito após a morte do corpo

‘Se o espírito carrega com ele vícios e imperfeições que ele me criou por suas escolhas… Ele é inteligente, mas ele usou essa inteligência para abusar das emoções. Quando ele morre, ele está com sofrimento moral. É uma sensação do espírito, que vai acabar só quando ele descondicionar as imperfeições’, observa Paulo Henrique de Figueiredo, da TV Mundo Maior.

‘Mas, sem estar inconsciente desse mecanismo, ele interpreta o sofrimento moral que ele tem como um sofrimento físico, relembrando o que ele viveu em vida’.

Frequência com quem já morreu vem nos visitar de acordo com o Espiritismo

‘Tudo depende da disponibilidade e dos meios que nós temos para estabelecer esse contato. Mas isso não é feito de forma banal. Quando a pessoa parte para a Espiritualidade, se ela parte com a mente ajustada e aceita o acolhimento que ela recebe da Espiritualidade, ela terá muito trabalho, muito estudo para fazer’, observa o psicanalista André Marouço, da TV Mundo Maior.

A vida espiritual

‘A vida espiritual é exatamente igual a essa. Onde eles estão, a matéria espiritual é tão sólida quanto a matéria onde nós estamos. E lá há cultura, há educação, há trabalho’.

De acordo com o Espiritismo, estamos todos mergulhados no chamado ‘fluído cósmico universal’. ‘Ele tem alta capacidade de condução. Ou seja, quando estamos em um momento comum da vida, de repente nos lembramos daquela pessoa’.

Sonhar com o espírito de quem já morreu

De acordo com Allan Kardec, existe três tipos de sonhos: a experiência orgânica, de lembranças e o espiritual. O psicanalista André Marouço, da TV Mundo Maior, explica que o terceiro ‘é realmente resultado daquilo que se deu no desprendimento do espírito do corpo’.

Ou seja, questões do passado, da vida presente ou das passadas. ‘Ou de fato um encontro que ocorreu na Espiritualidade, quando eles vieram nos visitar ou fomos até o lugar que eles se encontram’.

Mas não necessariamente se visualizamos o ente querido durante o sonho, o encontro de fato aconteceu. Ou seja, ‘podemos ter acessado arquivos do inconscientemente que nos fazem lembrar de acontecimentos com pessoas que amamos’.

Continuar Leitura
Advertisement  
Advertisement

Facebook

Advertisement

Mais acessadas