Connect with us

ARTIGOS

O dia em que o túmulo de Allan Kardec sofreu um atentado

Published

on

allan kardec

Em 2 de julho de 1989, o túmulo de Allan Kardec, no cemitério Père-Lachaise, em Paris, sofreu um atentado,. Os restos mortais do Codificador do Espiritismo e de sua companheira, Amèlie Boudet, foram atingidos. Embora não exista informação precisa sobre o fato, acredita-se que fanáticos religiosos possam estar por trás do crime.

Túmulo de Allan Kardec é alvo de explosão

‘A explosão foi ouvida às duas horas e quinze minutos da madrugada, tendo sido tão violenta que o pesado busto em bronze de Kardec desabou com o pedestal de granito e um dos monólitos verticais, pesando toneladas, deslizou cerca de vinte centímetros’, conta Altamirando Carneiro, em artigo de 2010, do jornal Correio Fraterno.

‘Além de rachar, a base granítica do monólito afundou e atingiu parte dos restos do caixão onde estavam os ossos, que juntamente com os de Amèlie, encontram-se numa caixa resguardada no célebre túmulo druídico, que as autoridades parisienses reconstruíram em curtíssimo tempo, devido às pressões constantes de Roger Perez, então presidente da União Espírita francesa e Louis Serre, então vice-presidente da Confederação Espírita Europeia’.

Mudança de cemitério

O sepultamento do corpo de Allan Kardec, que morreu em 31 de março de 1869, ocorreu no cemitério de Montmartre. Em seguida, transferido para o Père-Lachaise.

Inaugurado em 1804, o cemitério guarda os restos mortais de grandes nomes da literatura, das artes e da música. Como Chopin, Bellini, Oscar Wilde, Victor Hugo, Proust e La Fontaine.

‘O corpo de Allan Kardec foi, inicialmente, enterrado no Cemitério de Montmartre, mas depois transladado para o Père-Lachaise, quadra 44, próximo dos túmulos de Gabriel Delanne e de Sarah Bernhardt, considerada por muitos a mais notável atriz dramática de todos os tempos. Ela também foi médium e interpretou uma peça espírita de Victorien Sardou’.

Allan Kardec tinha uma filha

A pesquisadora Dora Incontri revelou no programa ‘Conversa com Bial’, na madrugada de quinta-feira, 16 de julho de 2020, que Allan Kardec tinha uma filha. A descoberta tem como base 2 mil cartas do codificador do Espiritismo inéditas, reveladas pela série ‘Em busca de Kardec’. Encontradas por um amigo pessoas, as anotações estavam em uma livraria da França.

‘O que ninguém sabia é que ele tinha uma filha, provavelmente adotiva, e essa menina morreu. Ele falava sobre a menina em cartas, e depois há a carta do sogro dele com os pêsames pela morte dela’, conta Incontri, que já traduziu obras de Kardec do francês para o português.

O que é o Espiritismo

O Espiritismo é uma ciência de observação e uma filosofia. Ou seja, conexão do mundo espiritual e material, com o autoconhecimento baseado na relação entre os dois mundos.

De acordo com Allan Kardec, uma ciência nova para explicar ao homem suas maiores dúvidas sobre a vida de modo fácil e acessível.

Espiritismo no Brasil

Os primeiros fenômenos das ‘mesas girantes’ no Brasil foram noticiados no jornal ‘O Cearense’, em 1853. Posteriormente, com a chegada das primeiras obras de Allan Kardec ao país, grupos começaram a se formar na Bahia e no Rio de Janeiro.

Figuras como Dr. Bezerra de Menezes e Eurípedes Barsanulfo, no final do século XIX, fizeram o Espiritismo ser conhecido pelos brasileiros. Em seguida, no século passado, a obra de Francisco Cândido Xavier, Chico Xavier, chegou a milhares de leitores. Mas través da TV e do cinema, popularizou-se no final do século.

A missão do médium Chico Xavier e o exemplo espírita

Chico Xavier dizia que se esperasse estar pronto, nunca teria começado sua missão, mas não é o caso de nos compararmos com a missão dele. Todavia nos provoca uma reflexão.

Continuar Leitura
Advertisement  
Advertisement

Facebook

Advertisement

Mais acessadas