Connect with us

ARTIGOS

Não consultar os mortos: visão espírita sobre a passagem da Bíblia

Published

on

consultar os mortos

Uma das questões mais debatidas pelas religiões tradicionais ao citar o Espiritismo é uma possível passagem da Bíblia de que não se deve consultar os mortos. Na verdade, as passagens se remetem que é prática de adivinhações, o que inclusive o Espiritismo não apoia. Nenhum espírito determina o que devemos fazer. Ou seja, todo conhecimento deve ser assimilado para depois tomar nossas próprias decisões.

O Espiritismo e consultar os mortos

‘Esse trecho da Bíblia nos convida a sermos senhores da nossa própria vida e não outorgando a Espiritualidade as respostas para nossos medos e anseios’, observa o psicanalista André Marouço, da TV Mundo Maior.

De acordo com o escritor Paulo da Silva Neto Sobrinho, ‘a comunicação com os mortos está comprovada pela Bíblia, por mais que se esforcem em querer tirar dela esse fato’.

‘Podemos concluir dessas passagens que há no homem algo que sobrevive à morte física. Não haveria sentido algum dizer que uma pessoa, após a morte, irá se reunir com seus antepassados, se não se acreditasse na sobrevivência do espírito. Além disso, para que ocorra a possibilidade de alguém poder “sentar à mesa no Reino do Céu junto com Abraão, Isaac e Jacó” teria que ser porque esses patriarcas estão tão vivos quanto nós. A não ser que Jesus tenha nos enganado quando disse, em se referindo a esses três personagens, que Deus é Deus de vivos’.

Mensagem do mundo espiritual

As tradicionais mensagens do mundo espiritual, principalmente através da psicografia, não é uma consulta e nem se trata de adivinhações. São mensagens comuns para a reflexão da humanidade.

Ou seja, um conhecimento que vai nos auxiliar em nos enxergar como além da matéria. Como um ser integral. E que as consequências dos nossos atos não termina com a morte do corpo físico.

Continuar Leitura
Advertisement  
Advertisement

Facebook

Advertisement

Mais acessadas