Connect with us

Uncategorized

‘Estou sofrendo muito’. O que preciso e posso fazer?

Published

on

'Estou sofrendo muito'. O que preciso e posso fazer?

Você está sofrendo muito por uma situação que não consegue resolver? O que é preciso fazer? Você já fez o que pode, o que lhe cabe fazer? A sua parte está cumprida, mas não está se solucionando no tempo que deseja?

Além de outras partes envolvidas na situação, sempre existe o tempo. Ele é um remédio em todos os sentidos, mas pode nos amargar a alma quando precisamos esperar nesses casos que nos machucam.

Ou seja, muitas vezes sofremos pela parte que não nos caber fazer. E isso é natural. Não se culpe, mas busque exercer a compreensão que se trata de um profundo e necessário aprendizado.

Afinal, sem o concurso do tempo, nada seria sólido e duradouro em nossa vida. Viveríamos na superficialidade da vida. O tempo talvez seja o maior de todos os professores.

Esperar o tempo não é se acomodar

Através da boa ação diária, dos bons pensamentos, das preces, da gentileza com o próximo e no trato conosco mesmo, vamos aprendendo com o tempo certo das coisas. Deixar fluir, definitivamente, deixar fluir.

Portanto, tentar negar essa fluidez natural, do tempo e dos acontecimentos, que em muitos casos provoca essa angústia. Sentimento que naturalmente, se alimentado, culmina em alguma enfermidade física, mental ou espiritual.

‘Não bastará sofrer. É preciso aproveitar o concurso da dor, convertendo-a em roteiro de luz’. (André Luiz/Chico Xavier).

Sofrer faz parte da evolução

Não que precisamos sofrer para sermos felizes. Isso é uma crença limitante. Mas para a maioria de nós reencarnados, em processo de profunda evolução, iremos sofrer para depois despertarmos a consciência.

Ou seja, a consciência de que se encararmos como aprendizado todas as dificuldades, elas se tornam professoras. E o tempo, ao mesmo tempo que ensina, nos cura lá no fundo da alma.

Continuar Leitura
Advertisement  
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement

Facebook

Advertisement

Mais acessadas