Divaldo Franco divulga nova mensagem sobre a pandemia

Em mais uma mensagem de amor e otimismo diante do desafio da pandemia por Coronavírus, o médium Divaldo Franco ressalta a necessidade de reafirmarmos nossos valores de fé. Ou seja, colocar em prática tudo aquilo que aprendemos nos últimos anos com a Doutrina Espírita. Em outras palavras, nunca foi tão necessário darmos o nosso verdadeiro testemunho.

Pandemia: angústia, expectativa e vacina

‘A palavra vida foi substituída de imediato pela palavra morte. E até mesmo a imortalidade pareceu, de um momento para outro, sumir do nosso vocabulário, tal o pavor que a morte desenhou em nossas almas, nos levando ao abismo das depressões’, observou o médium.

Ele cita a angústia dos seis primeiros meses da pandemia, expectativa e incerteza. Em seguida, no início deste ano, a vacina se torna realidade e a situação deve ser controlada depende do nosso comportamento de respeito ao próximo.

Divaldo Franco: transição para o mundo de regeneração

Dessa forma, Divaldo conta que espíritos ainda primários estão aprendendo a amar nesse momento tão difícil para a Terra. Ele afirma que a transição que o mundo passa nesse instante é uma forma de se aproximar Deus de nós, através do amor.

Assim, a cura acontece dentro de nós, de maneira integral, passando a olhar o outro de uma maneira diferente, mais humana. ‘Precisamos ter a certeza de que nunca estamos sozinhos’.

O poder do silêncio, por Divaldo Franco

Mas Divaldo ainda lembra a importância do silêncio neste momento: ‘No lugar da farra nesses dias graves, precisamos usar o silêncio para escutar a voz de Deus. Para escutar a sinfonia inacabada do Sermão da Montanha, nos convidando à prática da fraternidade’.

Ou seja, está em nossas mãos, agora com o controle da vacina, caminhar com mais fé, exercendo de maneira integral todo o aprendizado, principalmente sentimentos derivados do amor. Em seguida, um belo recomeço para o mundo.