Connect with us

ARTIGOS

Dificuldade de viver em sociedade

Published

on

Dificuldade de viver em sociedade

DANIEL POLCARO, do Quer um conselho?

A vida em sociedade requer, entre vários sentimentos, o reforço da compaixão: é ela que nos possibilita aceitar o outro como ele é, no tempo dele, e focar no que realmente importa… em nossos passos.

Perdemos tempo precioso, principalmente na era das redes sociais, opinando em assuntos pessoais de outras pessoas para, de certa forma, esquecer de nós mesmos, dos nossos problemas.

A energia gerada por essa atitude e nas eventuais discussões que assuntos irrelevantes para a vida coletiva provocam nos tira uma carga importantíssima de força que deveria ser direcionada para nossos sonhos.

‘Quanto mais nos adentramos no conhecimento de nós mesmos, mais se nos impõe a obrigação de compreender e desculpar, na sustenção do equilíbrio em nós e em torno de nós. Daí a necessidade de convivência, em que nos espelhamos uns nos outros, não para criticar-nos, através de bendita reciprocidade, nos vários cursos de tolerância, em que a vida nos situa, no clima da evolução terrestre’. (André Luiz/Chico Xavier)

Você projeta você no outro

O outro realmente pode estar errado, com atitudes menos nobres, mas o despertar é interior. Uma palavra amiga, quando solicitada, pode auxiliar bastante, mas longe da crítica e da cobrança.

Diariamente nas redes sociais podemos apontar o dedo acusando erro de milhares de personalidades públicas sem as conhecermos pessoalmente. E estamos projetando nelas exatamente o que precisa ser trabalhado em nós.

O que precisa trabalho em você?

Qual sentimento mais forte em você e que você estaria projetando no outro? Quantas vezes você evita meditar nesse sentimento e desvia seu pensamento para distrações como as redes sociais para não ter que pensar internamente?

Essa fuga das nossas próprias questões atrasa a realização dos nossos sonhos. Não só pela perda de tempo que dedicamos às distrações como também evitar de nos curar de questões profundas que nos machuca.

Continuar Leitura
Advertisement  
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement

Facebook

Advertisement

Mais acessadas