Connect with us

ARTIGOS

Conselhos de Divaldo Franco para Depressão

Published

on

Divaldo Franco e depressão

Uma das doenças mais impactantes no mundo atual, a Depressão é compreendida pelo Espiritismo como uma doença também do espírito. Porque antes de sermos um corpo, somos um espírito imortal. De acordo com Divaldo Franco, o objetivo é enxergar além da matéria para vencermos a doença, alimentando nossos sonhos diariamente.

Divaldo Franco afirma que Depressão não é uma questão da atualidade

‘Ela sempre existiu. No passado, com o nome de melancolia. Os gregos se referem a essa melancolia como sendo uma punição dos Deuses. Mas Aristóteles falava que Sócrates e Platão entravam em melancolia quando se fazia inspirados pelos Deuses’.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 300 milhões de pessoas atualmente sofrem com a doença no mundo.

A saúde mental é parte do equilíbrio do ser. Ou seja, sem cuidado diário, a parte mental e emocional podem afetar inúmeras áreas da nossa vida. A melhora pode acontecer através de uma oração, assim como uma conversa com que amamos.

Experiência bíblica

‘Essa melancolia tinha duas vertentes: a punitiva e inspirativa. A verdade é, no entanto, que o conceito de Hipócrates e, mais tarde Galeno, sobre Depressão, tinha suas raízes em uma experiência bíblica’.

‘Na presença da bílis negra, que era resultado do pecado original. A tese ingênua e mitológica da Bíblia, do equívoco de Eva, do erro de Adão. mas que através das sangrias dos vomitórios deveria libertar o indivíduo dos excessos da bilis negra. E os resultados eram lamentáveis’

Divaldo Franco alerta para a necessidade de produção da dopamina

Originada do latim (depremere), a Depressão significaria algo como ‘puxar para baixo’. Os que sofrem da doença, não acabam não encontrando novos objetivos para vida. Assim, alimentam o pessimismo.

Por isso, precisamos buscar um sentido psicológico para a vida.

‘Uma razão de ser para viver. Logo, o cérebro estimula a produção da dopamina. E, por consequência, das outras circunstâncias. Assim, a pessoa passa a ter melhores neurocomunicações’.

Divaldo indica também o apoio de livros com boas histórias. ‘Buscar o encantamento da vida. Anda, transpire. Procure algo que te faça sorrir’.

Conselho de Emmanuel

Emmanuel, através da mediunidade de Chico Xavier, afirma que as sensações da Depressão nos convidam para uma pausa.

Ou seja, a pausa é fundamental para conquistar bons pensamentos. Assim, será possível avaliar uma forma de caminhar com bem-estar e alegria.

O mundo moderno nos deixa tão conectados, que acabamos esquecendo de nós mesmos.

Igualmente, ‘compreendendo a realidade de toda a pessoa que busca por felicidade e paz’, precisamos fortalecer os nossos sonhos. Assim, afastando a energia de desânimo.

Como resultado, recuperamos a alegria de viver nossos passos de maneira mais clara, com o amor do Cristo em nosso coração. Uma energia de amor e luz passa a nos habitar.

Continuar Leitura
Advertisement

Facebook

Mais acessadas