Connect with us

ARTIGOS

Como amar nossos inimigos? | Uma visão espírita

Published

on

Como amar nossos inimigos? | Uma visão espírita

DANIEL POLCARO, do Quer um conselho?

Acumulamos a energia de desavenças e conflitos mesmo que, pelo menos da nossa parte, gostaríamos de reparar todas essas situações – ou até mesmo tenhamos procurado evitá-las.

Todos nós temos um pouco dessa energia densa que precisa ser encaminhada para a luz e não necessariamente precisamos amar o chamado ‘inimigo’.

‘Quando Jesus nos recomendou amar nossos inimigos estava muito longe de induzir-nos à convivência com o mal, e sim nos entregava a fórmula ideal do equilíbrio com a paz da imunização’. (André Luiz/Chico Xavier)

Viver de maneira respeitosa em qualquer local é o que garante a nossa paz em um mundo que nunca será da maneira que individualmente desejamos.

O que te machuca está te ensinando

Quando algo dói em nós, um sinal importante do nosso corpo, da nossa mente, da nossa alma está sendo emitido e precisa ser interpretado com carinho, paciência e compreensão.

Por que aquilo de fato me incomodou a ponto de se tornar um fardo energético a ser carregado por esse tempo todo? Ao meditar sobre essa questão, em muitos casos esse fardo se desfaça.

Encaminhe a dor para ser curada na luz

A luz da oração, dos amigos espirituais que nos conectamos através dos bons pensamentos e da meditação diária, abraça essa energia densa, a transformando em respeito ao próximo.

Por mais injusta que tenha sido a situação que passou, ela fazia parte para o desenvolvimento do seu ser na experiência terrena. Ame o que te machuque e amará ainda mais o aprendizado que irá trazer para a melhora da sua existência eterna.

Continuar Leitura
Advertisement  
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement

Facebook

Advertisement

Mais acessadas