Connect with us

VISÃO ESPÍRITA

Acidente com a Chapecoense | VISÃO ESPÍRITA

Published

on

avião chapecoense

G1

Um ano depois da tragédia da Chapecoense, que deixou 71 mortos e seis feridos no dia 29 de novembro de 2016 na Colômbia, a investigação sobre a responsabilidade da queda do avião ainda está em tramitação. Os governos da Colômbia, Bolívia e Brasil estão envolvidos nos processos investigativos.

Áudios divulgados por um jornal boliviano reiteram a informação divulgada pelo G1 em novembro que a aeronave que caiu, da LaMia, pode ter donos venezuelanos. Com isso, o governo da Venezuela também pode se envolver no caso.

O acidente

O avião partiu na noite de 28 de novembro de 2016 de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, com destino a Medellín, na Colômbia, onde a Chapecoense iria disputar a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional. O jogo estava marcado para o dia 30 de novembro.

A aeronave caiu a poucos quilômetros da cidade colombiana, à 1h15 (horário de Brasília) de 29 de novembro de 2016.

QUAL A VISÃO ESPÍRITA SOBRE O ACIDENTE COM A CHAPECOENSE?

Presos

Cinco pessoas foram responsabilizadas pela Justiça da Bolívia por envolvimento nas permissões que autorizaram o voo da Chapecoense a decolar. Três deles foram presos e atualmente respondem em prisão domiciliar, e outros dois são considerados foragidos.

Os presos são Gustavo Gamboa, diretor administrativo da LaMia, o filho dele, Gustavo Villegas, que era diretor de registro da Direção Geral de Aeronáutica Civil (DGAC) e Joons Teodovich, supervisor de tráfego aéreo em Viru-Viru na noite do acidente.

Os foragidos são Célia Castedo, ex-funcionária da Administração de Aeroportos e Serviços Auxiliares de Navegação Aérea da Bolívia (Aasana), e Marco Rocha, um dos donos da LaMia.

Continue Reading
Advertisement  
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement

Facebook

Twitter

Advertisement

Mais acessadas